Pão de Açúcar volta ao topo. Casas Bahia não perde tempo.

Pão de açucar x casas bahia

Nós últimos dias o varejo brasileiro presenciou grandes mudanças  na área de eletro-eletrônico. A primeira delas e mais comentada no setor, foi a retomada da liderança do mercado pelo Pão de Açúcar, que com a aquisição da rede de lojas Ponto Frio que pertencia ao grupo Globex, passa a somar R$ 26 bilhões de vendas brutas e 79 mil funcionários, assumindo assim o primeiro lugar no mercado.

Olhando de perto a entrada de mais um grande concorrente do Pão de açúcar,  e certamente com muitas preocupações, a família de Samuel Klein, dona da Casas Bahia, maior rede de eletro do país não ficou parada, e na mesma semana anunciou a compra da rede Romelsa, localizada em Salvador. Com a aquisição, a rede somou mais 17 lojas e fortalece sua atuação no nordeste.

Estamos vivenciando uma grande revolução no varejo, que há décadas vem passando por transformações sem precedentes.  O fenômeno da globalização rompeu todas as barreiras e provocou um dinamismo jamais visto no segmento, as grandes redes vieram para nossa terra querida e fomos obrigados a enfrentar novos desafios.

O avanço da tecnologia, o crescimento da internet e o acesso a informação são as maiores forças do século XXI, como ilustra bem Thomas L Friedman, no livro mundo é plano.
Também estamos diante de um paradoxo. Na onda das fusões e aquisições, as grandes redes (marcas) estão cada vez mais fortes, ou seja, mercado está cada vez mais concentrado, com menos empresas.

Por outro lado, o comércio de vizinhança vem ganhando força em todo o Brasil, demonstrando que existe espaço para todos. Nos últimos anos a competição tem aumentado muito e para fazer frente a ela as empresas tem investido pesadamente em tecnologia. Esta tecnologia, por exemplo,  tem permitido a estas empresas (grandes e pequenas ) trabalharem com um mix de produtos muito mais amplo e variado, o que tem beneficiado, em muito, o nosso poder de escolha como consumidores.

Este cenário traz novos desafios para as pequenas e medias redes de varejo, que precisam crescer com resultados e superar as barreiras e a força das grandes redes. Para isso, o melhor caminho é sempre olhar para frente e, principalmente, não parar de investir em conhecimento, tecnologia e inovação.

Não esperem, saiam na frente. É isso que tenho reforçado para nossos clientes.

Até a próxima grande aquisição.

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *