Brasil é capa da revista “The Economist” e Redes varejistas devem ter um dos melhores Natais.

brasil no the economist

Não resta dúvida que o Brasil está no caminho certo. Apesar todos os problemas internos na área política, fiscal, segurança, e assim vai…., não podemos deixar de reconhecer que os ventos sopram a favor do gigante adormecido.

Na última semana o Brasil foi capa de revista inglesa “The Economist”, uma das principais editorias de economia do mundo, sem dúvida alguma a mais respeitada do setor. São 14 páginas de uma reportagem especial que posiciona nossa terra querida como uma grande superpotência que pode mudar a história do mundo.

A descoberta do petróleo, a resistência a crise, o crescimento do PIB e por último, Copa 2014 e Olimpíadas 2016 são alguns dos fatores que fazem do Brasil um caso de sucesso na América Latina e chamam atenção de revistas e blogs estrangeiros, como a “The Economist”.

A notícia ganhou destaque nos principais jornais, revistas, portais e blogs do país, praticamente todos reforçam que o Brasil está no melhor momento da história.

Alguns destaques que vale a pena ler:

Portal Exame
Portal IG
BBC Brasil
Blog Disgestivo Cultural

Outra notícia importante para os nossos negócios foi a matéria publicada na Folha Online neste final de semana, que destaca que o mês de dezembro será o melhor dos últimos anos para o segmento de comércio. As projeções impressionam, especializadas afirmam que as vendas no comércio devem crescer no próximo mês R$ 10,4 bilhões sobre dezembro do ano passado, valor é quase dez vezes maior do que o de R$ 980 milhões alcançado em dezembro de 2008.

Veja a matéria completa:
Folha On Line

Esses dois exemplos apenas ilustram o bom momento do Brasil e o do segmento de comércio, estamos diante de uma das maiores oportunidades de negócio dos últimos anos. O principal desafio dos gestores das redes de varejo (independente do tamanho) é “estar preparado” para atender a demanda e crescer com sustentabilidade. O papel da TI é fundamental para suportar o crescimento da empresa, e, quatro perguntas são cruciais:

1.    Os sistemas de gestão de backoffice e frente de caixa estão preparados para o “stress de vendas” ?
2.    Todos os sistemas estão integrados e operam em sincronia com as áreas da empresa (financeiro, vendas, compras, estoque, fiscal , contábil, etc..)?
3.    A equipe está preparada para o crescimento ? Conhece as ferramentas de que dispõe e está apta a utilizá-las e a replicar o conhecimento ?
4.    As ferramentas de Software de que a empresa dispõe são completas funcionalmente e atualizadas tecnologicamente ?

Caso a sua resposta a uma delas seja negativa , talvez seja o momento de iniciar a busca de uma solução de tecnologia, solução esta que esteja preparada para acompanhar o ritmo de crescimento e desenvolvimento que esperamos que o Brasil realmente tenha nos próximos anos.

Boas vendas !

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *