Software como Serviço: Para todos os tamanhos e bolsos

Software como serviço

Na última edição a revista Super Varejo, destacou uma das mais modernas tecnologias disponíveis para soluções de software : O Modelo SaaS (do inglês, Software as a Service ou software como serviço), reportagem que contou com a participação do diretor da Titan Software, Augusto Martinho Junior.

O Software como Serviço traz grande economia e praticidade para o dia a dia do negócio. Esse modelo possibilita a adoção de um sistema, pagando um valor predeterminado pelo uso, ou seja, ao invés de comprar servidores , licenças de software, além de possuir profissionais para garantir o funcionamento da estrutura, a empresa paga somente pela utilização do sistema que está baseada em um grande datacenter.

O Varejista contrata um link de comunicação, se conecta ao provedor pela internet e pode usar o software como se estivesse instalado em um servidor em suas próprias instalações.

Apesar de, muitas vezes, as ofertas serem focadas nas empresas de pequeno porte, o modelo poder ser aplicado para qualquer companhia. “É possível atender desde uma loja com dois PDVs até grandes redes. Não existe qualquer restrição quando ao porte”, afirma o diretor comercial da Titan Software, Augusto Martinho Junior.

Sempre no ar

Outro ponto importante a ser considerado é a estrutura de telecomunicações, já que é dela que depende a disponibilidade do sistema. Atualmente as redes de comunicação são estáveis o suficiente para esse serviço, mas para evitar indisponibilidade em caso de queda do link, aconselha-se adoção de outro meio de comunicação como conexão 3G.

Segurança dos Dados

Existe um temor à respeito da segurança dos dados que trafegam pela rede. Entretanto, todas as empresas são unânimes em dizer que isso é uma questão cultural e que tem de ser repensada por quem contrata o serviço. A sugestão é começar por alguns processamentos para testa a segurança. “Os sistemas especialistas, como os de contabilidade ou folha de pagamento, são boas opções para a utilização nesse modelo, pois possuem grande facilidade de replicação”.

Contratação exige cuidados

Como em qualquer outro serviço, é necessário ter alguns cuidados na hora da contratação. Atentar-se ao produto oferecido corresponde ao utilizado e procurar referências, que são sempre bem vindas. Além disso, o diretor da Titan Software, sugere o acompanhamento de um profissional. “Normalmente, o projeto SaaS muda o modo de operar a tecnologia da empresa. Por isso, o especialista ajuda a direcionar o processo, levando em conta as características dos sistemas requeridos, que precisam ter todas as funcionalidades presentes em seu sistema atual.” Outro ponto de atenção é quanto ao datacenter. “Se possível, vá conhecê-lo pessoalmente. Para funcionalidade de pouca relevância para a empresa isso talvez não seja necessário, mas em se falando dos sistemas principais, é imprescindível”, afirma Junior.

Quase todos os softwares já podem ser oferecidos como serviço até o pacote Office. O Gooogle Docs e o Photoshop Online também utilizam esse modelo. No Brasil, a modalidade tende ainda ser muito trabalhada pelo varejo, principalmente pelos sistemas de retaguarda. A Titan software é pioneira no modelo e já atende clientes no modelo SaaS em diversos estados do País.

Fonte: Revista Super Varejo

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *