Capa artigo erp para e-commerce

ERP para E-commerce: O que é e como funciona?

O sistema ERP para E-commerce é uma ferramenta fundamental para todas as lojas virtuais, ele auxilia na administração das atividades repetitivas com objetivo de facilitar o trabalho e aumentar a produtividade.

Com ele tarefas como conferência de pedidos, emissão de notas fiscais e outras atividades rotineiras podem ser automatizadas e executadas com muita eficiência.

Com isso, o sistema elimina as chances de erros que poderiam acontecer se as atividades fossem realizadas manualmente.

Por isso, o uso do ERP é importante tanto para e-commerce como também para lojas físicas.

Essa ferramenta quando utilizada promove diversos benefícios que deixam ainda mais em evidência a sua importância para as lojas varejistas.

Quer saber como ele funciona e quais são esses benefícios? Então, continue aqui para descobrir. 

O que é ERP para E-commerce?

A sigla ERP significa Enterprise Resource Planning, em português, Planejamento dos Recursos de uma Empresa.

Portanto, podemos definir o ERP como um sistema especializado na gestão de empresas, utilizado para integrar e administrar todos os processos realizados em uma empresa.

Essa ferramenta oferece um módulo para cada setor da empresa como, por exemplo, para área de vendas, logísticas, marketing, financeiro e para outros setores, todos eles são integrados em um único software.

Em seguida, o sistema ERP faz centralização das operações em um só lugar para otimizar a gestão da empresa.

Ele quando utilizado em um e-commerce, por exemplo, auxilia nos processos importantes como no controle de estoque, emissão de notas fiscais, cadastro de novos produtos, entrega dos produtos e outros.

Como o ERP para E-commerce funciona na prática?

Como explicado anteriormente, o ERP é uma ferramenta que integra todos os processos de uma empresa em um só sistema de gestão.

Com isso, o gestor consegue gerenciar todos os processos e obter informações sobre o seu negócio com muita facilidade. 

Por funcionar dessa maneira, o ERP contribui tanto para a gestão da empresa como também para a produtividade.

Qual a importância do ERP para E-commerce?

O sistema ERP é o ponto central em qualquer operação de e-commerce.

Isso porque, nesse tipo de negócio, as informações se atualizam com muita velocidade e, por isso, manter os dados organizados e disponíveis para equipe de trabalho é algo impossível sem esse tipo de ferramenta.

Além de ajudar a organizar os dados, o ERP também contribui para redução de custos operacionais do e-commerce e para o aumento da produtividade.

Quais são os benefícios que o sistema promove?

O ERP quando integrado ao seu e-commerce promove diversos benefícios como, por exemplo:

1.   Otimização da gestão de pedidos realizados

O ERP facilita o gerenciamento dos pedidos realizados ao reunir todas as informações em um só lugar. 

Além disso, por meio dessa ferramenta a equipe do e-commerce consegue cadastrar novos produtos, receber os pedidos realizados e organizar a logística de entrega com mais eficiência e rapidez.

2.   Emissão de notas facilitada

O sistema ERP já vem configurado com as informações sobre impostos e os produtos do seu negócio, então assim que ele recebe o pedido automaticamente a nota fiscal é emitida.

Por funcionar dessa maneira, o sistema economiza tempo e otimiza a rotina da sua equipe.

3.   Gestão de estoque

O ERP também auxilia na gestão de estoque do seu e-commerce ao automatizar as entradas e saídas de produtos dos canais de vendas.

Desse modo, ele garante ao seu negócio um controle de estoque mais eficiente, além de oferecer dados atualizados e seguros.

4.   Gestão financeira com mais eficiência

O sistema ERP quando integrado ao seu negócio também permite a administração segura e com eficiência de todos os aspectos do setor financeiro como, por exemplo, as receitas, as despesas, balanço de vendas, fluxo de caixa e tributações.

5.   Possibilidade de integração com outras plataformas

O sistema ERP também pode ser integrado a outras plataformas que são importantes para o funcionamento do seu e-commerce como, por exemplo, plataformas de marketplace, meios de pagamentos, soluções de logística e outros.

Como o sistema ERP Titan Software ajuda o seu e-commerce

O sistema ERP Titan Software é uma ferramenta desenvolvida para oferecer aos gestores de e-commerce mais praticidade na gestão do seu negócio.

Por meio dele você pode integrar todas as operações e processos à plataforma Titan.

Em seguida pode acessar todas as informações relacionadas a pedidos, clientes, formas de pagamentos e outras operações registradas automaticamente com muita facilidade.

Além disso, você pode usar o ERP Titan integrado com as principais plataformas de e-commerce como: Ifood, Loja Integrada e Magento.

Todos os recursos disponíveis foram desenvolvidos para facilitar o seu trabalho e o da sua equipe. 

Para saber como o ERP Titan pode ajudar o seu negócio você precisa apenas acessar a página.

Conclusão

A gestão de um e-commerce envolve diversas atividades que precisam ser analisadas com cuidado como, por exemplo, os pedidos realizados, os produtos no estoque, pagamentos realizados e outras.

Por isso, o uso de ferramentas de gestão como sistema ERP para e-commerce da Titan Software é importante para auxiliar em todos os processos.

Agora que você sabe que pode contar com a nossa ferramenta, o próximo passo agora é entrar em contato com um dos nossos especialistas para iniciar a implantação no seu e-commerce.

Capa como vender mais na black friday

Black Friday: 8 dicas de como vender mais nessa data em 2022

No Brasil, a Black Friday já alcançou a marca de maior evento do setor varejista, ele vem fazendo sucesso desde que chegou ao nosso país em novembro de 2010.

Para você ter uma ideia do tamanho do sucesso que a Black Friday alcançou, basta apenas observar o faturamento recorde de R$7,6 bilhões do e-commerce brasileiro na edição de 2021, segundo revelou o relatório da Neotrust.

Em 2022, o evento está marcado para acontecer no dia 25 de novembro e, por isso, todos os lojistas já estão se preparando. 

Porém, mesmo com a data se aproximando, alguns gestores de lojas ainda não sabem o que fazer para aumentar as vendas durante este período.

Então, pensando nos lojistas que estão “perdidos” sem ter ideia do que fazer para aproveitar a Black Friday, resolvemos listar algumas estratégias que podem ser aplicadas.

O que você pode fazer para vender mais na Black Friday de 2022

Considerando o aprendizado da edição de 2021 e as expectativas de vendas para este ano, o que você pode fazer para vender mais na Black Friday é colocar em prática algumas estratégias.

1. Antecipação das promoções

A antecipação das promoções é uma excelente estratégia para se diferenciar dos seus concorrentes.

Na edição de 2021 os clientes começaram a pesquisar os preços e ofertas com até um mês de antecedência, o que consequentemente, aumentou o acesso nos e-commerces.

Então, a antecipação das promoções é uma tendência para a Black Friday que vem se fortalecendo cada vez mais.

Essa estratégia permite que os clientes possam acompanhar os preços e encontrar as melhores promoções.  E, por isso, você deveria colocá-la em prática o mais rápido possível.

2. Realize apenas promoções reais

Os clientes estão cada vez mais cientes de que muitas ofertas podem ser enganosas e, por isso, para não prejudicar a reputação do seu negócio é muito importante realizar apenas promoções que sejam reais. 

Algumas ideias de promoções que você pode promover na sua loja são:

  • Kits de produtos,
  • Descontos para determinados itens ou categorias,
  • Cupons de descontos,
  • Promoções relâmpago.

3. Não se esqueça de preparar o estoque

A Black Friday tem o poder de aumentar as vendas do setor varejista e, por isso, para evitar que aconteça a ruptura do estoque é importante se preparar antes.

A preparação antecipada evita que o seu negócio perca vendas ou tenha prejuízos.

Então, o que você pode fazer para evitar possíveis problemas é negociar o prazo de entrega dos produtos e também as condições para pagamento.

Ao fazer isso você pode garantir os melhores preços e um estoque abastecido capaz de suportar as demandas da Black Friday. 

4.   Garanta a estabilidade do seu site

De nada adianta investir em estoque e em estratégias de marketing se o seu site não conseguir suportar a quantidade de acessos.

A instabilidade do site é um dos maiores inimigos do e-commerce por prejudicar as vendas.

Por isso, é importante que você analise com cuidado a infraestrutura do seu site para garantir que ele não fique fora do ar.

5. Crie uma campanha de Black Friday

A divulgação dos seus produtos é algo fundamental na Black Friday, mas para que as vendas de fato aconteçam é importante criar uma campanha assertiva.

Mas, como fazer isso? Hoje em dia você pode criar uma campanha de marketing usando o Google Ads e o Facebook Ads.

Elas são duas plataformas de anúncios online que permitem que qualquer negócio possa alcançar o seu público-alvo de forma assertiva.

Além delas, você também pode investir no e-mail marketing, conteúdos nas redes sociais e também parcerias com influenciadores digitais.

6. Aproveite a empolgação para a Copa do Mundo

O período de vendas deste ano coincide com a semana que começa a Copa do Mundo.  

Essa coincidência permite a você aproveitar a empolgação das pessoas para alavancar as vendas do seu e-commerce. 

Para você ter uma ideia de como esse período pode contribuir para o aumento das vendas, um estudo realizado pelo Mercado Ads, uma unidade que pertence ao Mercado Livre, em parceria com o Ipsos, ressaltou que 68% das pessoas entrevistadas pretendem comprar algum produto relacionado com a Copa do Mundo.

7. Diversifique os seus canais de vendas

Diversificar os canais de vendas pode ajudar o seu e-commerce a vender mais durante a Black Friday de 2022.

Para você ter uma ideia, um levantamento realizado pelo Ipsos mostrou que 47% dos brasileiros começaram a comprar mais pela internet após a pandemia, neste mesmo estudo 36% dos entrevistados relataram que estão comprando menos nas lojas físicas.

Esse estudo mostra como as compras online por meio do site e das redes sociais vem crescendo e, por isso, você deve investir em outros canais de vendas como WhatsApp, Instagram e outros canais.

8. Facilite a entrega

Na última edição da Black Friday, os pedidos com frete grátis representaram 66% das vendas realizadas, segundo revelou a Neotrust.

Logo, esse benefício ainda continua em evidência na edição 2022 e pode ajudar no aumento das suas vendas.

Por isso, você deve levar em consideração a possibilidade de oferecer frete grátis para alguns produtos ou categorias.

Além disso, a entrega rápida e fácil dos produtos é outro ponto importante que você precisa planejar.

Conclusão

A Black Friday é um evento capaz de movimentar o setor varejista devido ao seu potencial para estimular as vendas e, por isso, esta data é tão esperada por lojistas e clientes.

No entanto, a preparação para este evento é um grande desafio para muitos lojistas porque alguns fatores devem ser levados em consideração. 

Então, para que você não tenha dificuldades para se preparar para a Black Friday, recomendamos que entre em contato agora mesmo com os especialistas da Titan Software para receber o auxílio necessário.