Carrefour reinventa hipermercado para enfrentar a crise

hipermercado carrefour

Especialistas ao redor do mundo já pregaram o fim do formato hipermercado, até por conta da ascendente preferência dos consumidores por lojas menores e mais próximas de casa. Na França, não é diferente. As vendas locais do Carrefour despencavam a uma média de 3% a 4% ao ano no país.

Em 2009, o varejista pediu ao escritório de design de varejo Malherbe uma renovação de algumas de suas lojas. “Já havia bastante tempo que não se via nada de novo em hipermercados”, diz Francis Gosset, diretor de planejamento estratégico do escritório, em conversa com a reportagem da NOVAREJO na última quarta-feira (05), após palestra realizada no evento SIM Varejo.

A ideia é inventar o verdadeiro conceito de hipermercado, já que para Gosset o que conhecemos até hoje não passa de um supermercado grandão. Foi assim que nasceu o projeto Carrefour Planet. Foram identificados os problemas que, na visão de Gosset, ajudam a reduzir as vendas nos hipermercados: chãos e luminárias brancas que ofuscam a vista dos clientes; quilômetros de gôndolas; arquitetura pouco hospitaleira; excesso de itens à venda.

Com a renovação, a primeira loja, aberta em outubro de 2010, ganhou luzes especiais para cada ambiente, além de maneiras diferentes de expor determinados produtos. “Não faz sentido colocar louça na mesma prateleira de metal usada para por cereal ou produto de limpeza”, explica Gosset.

Os produtos naturais ou de origem biológica, como plantas, ocupam três vezes mais espaço que antes. O setor de hortifruti ganhou uma iluminação diferenciada. Foi firmada uma parceria com grandes marcas de moda, como Zara e H&M. Na área de beleza, um simulador de maquiagem permite à cliente saber como um batom ou base ficará em seu rosto com uso da tecnologia.

“O pessoal do Carrefour ficou com medo no começo porque achou o projeto muito sofisticado e que ia espantar os consumidores, mas feiúra faz vender menos”, diz Gosset. Com lojas mais bonitas, as vendas nas lojas adaptadas ao modelo Planet registraram alta nas vendas de 8% a 12%. Atualmente, 11 lojas seguem o formato: quatro na França, quatro na Espanha, duas na Bélgica e uma na Itália.

Nos próximos dois anos, o Carrefour vai investir 1,5 bilhão de euros na reforma de 250 lojas nos quatro países citadas anteriormente, além da Grécia. Outras 250 lojas ganharão uma repaginada para ficar com uma cara mais próxima à do Carrefour Planet. De acordo com Gosset, a situação da Europa não está nada boa e o novo formato dá mais fôlego e ânimo à varejista para enfrentar a crise que atinge o continente.

Veja como foi desenvolvido o projeto Carrefour Planet:

http://www.youtube.com/watch?v=LJpbGLPkyws&feature=player_embedded

Fonte: Multi Retail

Photo by: nosclientesdemain

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *